Brasil, Educação 4.0

Brasil, Educação 4.0 (2030)

O Instituto Galileo Galilei para a Educação (IGGE) é uma Organização Social, fundada na cidade de São Paulo/SP no ano de 1997, que tem por missão colaborar com a construção sociocultural-educacional-econômica brasileira que assegure a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promova oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos os cidadãos(UNESCO, ODS4)[1].

Dentre as instituições atendidas encontram-se o Ministério da Educação (MEC), o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Instituto Itaú/Unibanco, Universidades Federais Brasileiras, Estaduais e Privadas, escolas da Educação Básica/Tecnológica e empresas públicas e privadas. Por força estatutária e histórica a pauta institucional do IGGE inclui, invariavelmente, inovação continuada e sustentável em educação.

Estudos recentes, revelam que diferentemente das linhas que apontam para uma quase-falência da instituição educacional brasileira e seus escores fatídicos, representados por diversos indicadores nacionais e internacionais, o país conta com um alto potencial acadêmico represado nas escolas da educação superior, tecnológica e básica, porém desatualizado e desarticulado em torno de um eixo efetivo e eficaz de inovação educacional.

Ciente desse cenário e contando com evidências resultantes de pesquisas realizadas sobre o impacto positivo que o modelo de Educação 4.0[2] vem causando nas escolas da Educação Superior, Tecnológica e Básica, o IGGE passa a executar a iniciativa Brasil, Educação 4.02030 a qual tem por visão conduzir o Brasil para ser, até o ano de 2030, uma “Referência em Educação 4.0 para o mundo, um país que faz com excelência sua lição de casa.

Com a visão estratégica de criar uma base sustentável e continuada pró-inovação em educação no Brasil, o Instituto Galileo Galilei para a Educação iniciou a criação de uma Rede Nacional Pró-Inovação na Escola (Renapie4).

Com iniciativas variadas como palestras, minicursos, workshops, cursos de extensão universitária, pós-graduação (aperfeiçoamento profissional), especialização (ESP – lato sensu), Master Business Innovation (MBI) e Programas de Gestão da Inovação nas Escolas, as instituições abaixo identificadas já demonstram sua atenção efetiva para a dimensão da inovação em Educação 4.0.

[1] Disponível em: https://nacoesunidas.org/pos2015/ods4/. Acesso em 06/06/2019.

[2] CARVALHO NETO, C. Z. Educação 4.0: princípios e práticas de inovação em gestão e docência. Florianópolis: Laborciencia editora, 2019 (5ª edição). Disponível em livraria: https://inovae4.com.br/produto/livro-educacao-4-0/.

Contato

iggebr@gmail.com

presidencia@igge.org.br